Atel Telecom

Quem Somos

Desde o início da internet a tecnologia das conexões vem se desenvolvendo na busca pelo aumento da velocidade no tráfego de dados. Novas técnicas foram surgindo ao longo do tempo e agora você vai conhecer o FTTH.

O FTTH é o que de mais moderno existe na entrega de conexões de alta performance ao consumidor doméstico. Novos materiais e novos estudos vêm sendo desenvolvidos ao longo do tempo para tornar a troca de informações entre provedor de acesso e esse consumidor cada vez mais eficiente, a perda de dados cada vez menor e o custo de manutenção cada vez menos pesado, barateando assim o preço das assinaturas.

 

Nesta caminhada surgiu a fibra óptica, atualmente a solução mais eficaz no transporte de dados. Esses cabos de vidro tornaram quase que ilimitado o envio de informações através do globo e tornou a comunicação entre as nações algo inimaginável há até bem pouco tempo atrás. Já falamos sobre a invenção da fibra óptica e seu funcionamento no nosso blog e mostramos como essa tecnologia vai possibilitar fenômenos como a internet das coisas, e agora, esse horizonte está cada vez mais próximo com a chegada da tecnologia FTTH.

 

A rede FTTx é uma conexão baseada em fibra óptica que conecta vários usuários através de um ponto central, conhecido como nó de acesso ou ponto de presença PoP, ou seja, os cabos de fibra partem de um ponto de distribuição de sinal e chega até a porta do consumidor, e a partir daí é distribuído para o interior da residência através de cabo coaxial (TV à cabo) ou DSL (telefonia). O . A rede pode ser chamada de FTTB, FTTC ou FTTH.

 

 

FTTC: Fiber to the Curb (Fibra para cabine) – a fibra chega até um armário de rua e a distribuição para o assinante é feita através de VDSL (par de cobre) ou Ethernet (Cabo coaxial).

FTTB: Fiber to the building (Fibra para edifícios) – a fibra vai até o prédio, de onde é feita a distribuição para os assinantes;

FTTH: Fiber to the Home (Fibra para residência) – a fibra entra na casa do cliente com todas as possibilidades.

 

Para facilitar o entendimento podemos ilustrar a definição dizendo que o transporte de dados através de fibra óptica normalmente é utilizado por atacadistas de internet – os provedores que precisam transportar grande quantidades de dados até as centrais de distribuição e, sem seguida, colocar na porta do cliente final. Se fosse uma concessionária de energia elétrica a fibra ótica seria o cabo que é instalado nos postes pelas ruas da nossa cidade. O que estaria sendo possível, a partir de agora, seria ligar a sua energia com o mesmo cabo que faz o transporte pelos postes da rede externa. Nesse caso, como os cabos comportam um grande fluxo de energia, você poderia ligar qualquer equipamento de grande consumo diretamente dentro da sua residência.

 

O transporte de dados por fibra óptica é feito para atacadistas com o objetivo de colocar o sinal em pontos estratégicos e distribuir para os clientes finais. O FTTH será a entrada dessa fibra óptica para a residência do consumidor.

 

Vantagens do FTTH:

  • Eliminar ruídos de interferências eletromagnéticas dos cabos de cobre;
  • Velocidade inicial a partir de 100Mbps;
  • Possui capacidade de tráfego praticamente ilimitada;
  • Redução dos custos ao longo do tempo;
  • Facilidade de instalação;
  • Baixa atenuação – permite usar uma distância maior entre o provedor e o cliente final;
  • Maior estabilidade na transmissão dos dados;
  • Baixa manutenção (vantagens à longo prazo).

 

Com o FTTH é possível:

  • Aumentar a quantidade de serviços ao consumidor
  • Fazer chamadas de vídeos com alta qualidade
  • Trabalhar a partir de casa com uso de todas as tecnologias;
  • Assistir TV em alta definição, on demand ou 3D;
  • Baixar e assistir vídeos da internet instantaneamente;
  • Jogar jogos online em alta performance.

 

O FTTH é considerada a solução internet de massa ideal pois entrega toda a largura de faixa em uma única fibra

 

Os sistemas com FTTH disponibilizará conexões iniciais com 100Mbps chegando até 40Gbps. Novas tecnologias de Multiplexação por divisão de comprimento de onda permitirão atingir velocidades ainda maiores. Mas aí, já é uma outra história.

 

Se tiver gostado da postagem, comente, curta e faça sugestões de novos conteúdos.

  • Compartilhe

Voltar

COMENTÁRIOS